No momento não temos obras deste artista no acervo.

Entre em contato conosco para solicitar obras do artista.


João Rossi

Nascimento: 24-12-1923 (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Morte: 18-07-2000 (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia

João Rossi (São Paulo SP 1923 – idem 2000). Pintor, gravador, ceramista, escultor, muralista, professor. Em 1949 viaja para o Uruguai. No ano seguinte é diretor da Associação Cristã de Moços de Montevidéu, onde é professor de educação física e, paralelamente, de desenho e pintura. Em 1951 vai para o Paraguai trabalhar na Associação Cristã de Moços de Assunção e ministra conferências sobre arte e aulas de desenho, pintura e história da arte. Ensina pintura ao ar livre e novas técnicas de emprego do pincel e da espátula e forma o Grupo Arte Nuevo. Volta a São Paulo em 1953 e leciona na Escola de Artesanato do Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM/SP ao lado de Nelson Nóbrega (1900 – 1997), Lívio Abramo (1903 – 1992) e Wolfgang Pfeiffer (1912 – 2003). Em 1954 realiza a tela Mangacha – apelido de sua esposa, a ceramista paraguaia Isabel Olmedo (1926) – e, a convite de Flávio Motta (1916), leciona na Escola de Arte da Fundação Armando Álvares Penteado – Faap. Torna-se diretor dessa escola em 1959 e da Faculdade de Artes Plásticas da mesma instituição em 1962. Participa da 8ª Bienal Internacional de São Paulo em 1965. Executa com Caciporé Torres (1935) os murais História e Evolução da Cidade de São Paulo, para a fachada do Palácio dos Bandeirantes, em 1968. Em 1970 é professor da Faculdade de Artes Plásticas da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Realiza mostra retrospectiva na Fundação Memorial da América Latina em 1999.